Você já Ouviu Falar em Florescer? O Que Florescimento e Bem-Estar Tem a Ver Com Psicologia? - Giorgia Matos Psicanalista
Florescer

Você já Ouviu Falar em Florescer? O Que Florescimento e Bem-Estar Tem a Ver Com Psicologia?

Então, você já ouviu falar em Florescer? É uma palavra tão forte que virou título de um livro de um psicólogo chamado Martin Seligman. Ele foi lançado em 2011 e publicado no Brasil em 2019.

Martin Seligman, idealizador da Psicologia Positiva, escreveu também outros livros famosos, como Felicidade Autêntica e Aprenda a ser otimista.

Florescer é como se fosse uma atualização e complementação do livro Felicidade Autêntica, onde ele deixa de usar o termo felicidade e passa a usar o termo bem-estar.

Martin Seligman é professor de Psicologia Positiva e diretor do centro de Psicologia Positiva na Universidade da Pensilvânia.

O livro é fundamentado, científico, onde existem testes estatísticos, questionários validados e vários outros estudos que comprovam a cientificidade do que ele escreve.

Em Florescer, Martin Seligman fala de Bem-Estar.

Ele passou um bom tempo trabalhando com a psicologia do sofrimento, como ele mesmo fala: depressão, alcoolismo, traumas, mas  resolveu mudar o foco.

Em 1998, como presidente da APA (Associação Americana de Psicologia) resolveu se dedicar ao que faz a vida valer a pena e hoje em dia milhares de profissionais no mundo estão seguindo o mesmo caminho.

Estão promovendo o estudo científico da felicidade. Do bem-estar.

E acredite, só em ler sobre Psicologia Positiva você já se sente mais feliz, porque é isso que todo mundo busca… felicidade.

Se você perguntar: “Qual é o projeto da vida das pessoas?”, verá que nessa lista pode-se chegar a um denominador comum: Ser feliz.

Certo, mas, e o que é o Bem-Estar?

E a resposta está no primeiro capítulo do livro Florescer.

Ele inicia contando como conseguiu financiamento para o estudo da Psicologia Positiva e continua falando sobre o termo felicidade e porque o modificou. Diz que não gosta da palavra felicidade porque ela se tornou comum demais. 

E felicidade, no sentido fiel da palavra, precisa de uma teoria. E ele trouxe a teoria, agora em outro formato, não mais como Felicidade Autêntica, de 2002.

O livro Felicidade Autêntica era para ser chamado Psicologia Positiva, mas a editora não achou o título vendável, alterando-o, assim.

Aquele título remetia mais a uma felicidade hedônica, fugaz, líquida e breve. E não era a questão. A verdadeira felicidade proposta por Martin Seligman vai muito além de uma euforia noturna em um PUB.

Pela Teoria da Felicidade Autêntica a tal da felicidade era satisfação imediata na vida e o objetivo maior era aumentar essa satisfação.

Já na Teoria do Bem-Estar o que está em evidência é a emoção positiva, engajamento, relacionamentos positivos, realização e o sentido da vida.

E o aumento de tudo isso, veja só, é o Florescimento. Esse sim é o objetivo da Psicologia Positiva: aumentar esse florescimento.

Deu pra entender? Não se está falando aí sobre “estado de ânimo”. Está-se falando de “bem-estar”.

E a Teoria do Bem Estar tem cinco elementos: emoção positiva, engajamento, sentido, relacionamentos positivos e realização.

No livro Florescer, Martin Seligman comenta cada um desses cinco elementos e muito mais.

Engajamento, Gentileza, Florescimento… são uns dos temas abordados e que merecem muita atenção.

Ele leva o leitor a enxergar a importância de se buscar o sentido da vida e os meios que levam o indivíduo a conquistar o Bem-Estar Geral.

Sobre gentileza Martin Seligman diz: “Encontre algo inesperado para fazer amanhã e faça. E veja o que acontece com seu humor”.

6 Compart.