Ciúme e Ansiedade de Mãos Dadas — Giorgia Matos, Psicanalista
Mulher ansiosa imaginando coisas sobre seu namorado (ciúme infundado)

Ciúme e Ansiedade de Mãos Dadas

Você sabia que o ciúme exagerado pode levar a consequências que vão muito além da dor, vergonha e desgaste ao relacionamento?

Isso mesmo. E a ansiedade está entre uma das consequências graves que o seu ciúme doentio pode estar te causando.

Uma pergunta curiosa: Quem veio antes, o ovo ou a galinha? Ou melhor, quem veio primeiro, o ciúme ou a ansiedade?

Essa é uma pergunta difícil pois tanto o ciúme causa ansiedade como a ansiedade causa ciúme. É difícil separar os dois.

Geralmente todo ciumento é ansioso e todo ansioso muito provavelmente é ciumento, devido à natureza do transtorno, que é a de antecipar uma situação.

Você sabia que o seu ciúme exagerado pode estar gerando uma ansiedade que vai muito além do medo de perder o parceiro?

E não fica por aí. A situação pode se tornar tão grave que pode trazer uma série de outras complicações, causando alterações em sua rotina e, até mesmo, comprometendo sua vida social, familiar e profissional.

Se você sente um ciúme doentio por seu parceiro saiba que é uma forte candidata a apresentar TAG (transtorno da ansiedade generalizada), com todo o mal estar e as consequências que advém dela.

Você sabe as causas do seu ciúme? Se não sabe, é uma boa oportunidade de buscá-las, investigá-las e trazê-las para a consciência.

Sim, porque ciúme tem causa e você só precisa descobrir a sua. Esse é o primeiro passo para quem quer se livrar desse sentimento e evitar que ele se transforme em um problema maior.

O que o ciúme patológico pode causar

Casal triste após discussão causada por ciúme excessivo

Quem sofre de ciúme patológico, aquele que extrapola o limite da normalidade, aquele regado a descontrole emocional, calúnias infundadas, pensamentos intrusivos, desconfiança sem motivo, ataques de fúria, perseguição, fantasias, delírios e muitos outros, pode apresentar complicações em seu equilíbrio mental que repercutem, inclusive, em sua saúde física.

Se você é uma dessas pessoas que, quando sente ciúme, tem taquicardia, falta de ar, tontura, insônia, inquietação, chora muito, quer se trancar no quarto e se isolar do mundo, saiba que isso não é normal e você precisa ter uma atenção redobrada com o que esse sentimento está te causando.

Você sabe quais são os sintomas da ansiedade?

Se a resposta foi: “não”, está na hora de você olhar isso de perto para ter a noção exata de até onde o ciúme doentio está te levando:

Sintomas da Ansiedade

Mulher com depressão e dores no corpo por excesso de ansiedade causada pelo ciúme

O estresse causado pelo ciúme leva, sem sombra de dúvida, você a um estado de angústia que nem sempre se tem controle.

Falando de outra forma: O seu ciúme exagerado, provocado pelo medo da perda, leva ao estresse, que leva à ansiedade.

Dependendo do seu nível de ansiedade você pode até ser diagnosticado (por seu médico, não por você) com Transtorno da Ansiedade Generalizada (TAG).

Aí tudo é motivo de preocupação e o ciúme vem com força total.

Algumas ansiedades são normais, aquelas em que há fatores precipitantes como, por exemplo, quando um cachorro late para você (aquele pequenininho do olho grande), essa ansiedade é normal e até esperada.

E desaparece tão logo você se afaste dele. Esse tipo de ansiedade faz parte da fisiologia humana e não é preocupante.

A ansiedade preocupante vai mais além, causando preocupação em excesso e irritabilidade. E essa deve deve ser trabalhada e eliminada, por interferir diretamente em sua saúde física e mental, além de prejudicar sua vida como um todo.

Você tem dores de cabeça constantes, insônia, cansaço extremo, taquicardia, queda de cabelo? Esses são mais alguns dos sintomas decorrentes da ansiedade.

Você deve prestar muita atenção no gatilho que a está acionando porque, nos dias de hoje, é até difícil não se deparar, constantemente, com todos esses sintomas.

Até parece que eles já fazem parte da rotina da vida moderna.

Se você sentiu suor excessivo, tremores e respiração ofegante quando o gatilho foi o ciúme, cuidado! O sinal de ALERTA deve ser ligado.

Hora de buscar um meio de neutralizar esse desconforto e procurar a melhor forma de tratar seu ciúme patológico.

Aconteceu certa vez de uma moça, que vou chamar aqui de Yasmin, sair com o namorado Túlio para uma praia próxima. A mãe do rapaz pediu para ele dar carona a 3 meninas que iam na mesma direção.

Carona oferecida, carona aceita.

Túlio estava com a blusa do Sport de Recife e as meninas começaram a falar do jogo que ocorrera na quarta (por favor, continue lendo, mesmo que você seja Náutico ou Santa Cruz, isso é só um exemplo).

A partir daí, acabou o final de semana de Yasmin. Ela se sentiu completamente perturbada e transtornada com a carona e com o comentário das meninas, tamanho era seu ciúme doentio.

No decorrer da viagem ela começou a sentir dor de cabeça forte, taquicardia, irritabilidade e mal estar. Estava instalada a ansiedade.

Enquanto Yasmin não procurou ajuda profissional, viveu constantemente com esse tipo de sentimento, causando todo tipo de inconveniência em sua vida social e afetiva, além de prejudicar sua saúde.

Você tem ansiedade e preocupação excessiva em ser traída por seu parceiro? E é difícil controlar essa preocupação?

Tem inquietação e sensação de estar com os nervos à flor da pele?

Tem fadiga, dificuldade em se concentrar, irritabilidade, tensão muscular e perturbação do sono?

É muito provável que seja Transtorno da Ansiedade Generalizada.

Mas não sou eu, nem você, quem vai lhe dar o diagnóstico.

Quando você vir esses sintomas, é bem provável que você diga: “Meu Deus, essa sou eu!”.

Sendo assim, procure um médico psiquiatra para te dar o diagnóstico correto e um profissional especializado em ciúme patológico para te ajudar a controlar esse sentimento de modo que ele não venha a manifestar nenhum tipo de transtorno.

De onde vem o meu ciúme

Você já parou para pensar de onde vem sua dor? De onde vem o ciúme?

Você só pode aliviar sua dor se souber o que a causou. E o ciúme tem várias causas.

Pessoas com baixa autoestima, inseguras, negativas e com pouca confiança em si mesmas estão entre as mais predispostas a sentirem os malefícios que o ciúme patológico causa.

A Carência Afetiva Infantil, que é quando a criança não recebeu os cuidados básicos necessários de afeto e cuidados na primeira infância, está entre uma das principais causas que levam você a sentir ciúme possessivo na vida adulta.

Tratando a Ansiedade

Tratamento para resolver o problema da ansiedade e o ciúme

Ninguém quer ser diagnosticado com ansiedade por seu médico psiquiatra. Principalmente se o gatilho emocional foi o ciúme patológico.

Se o que está causando esse turbilhão de sentimentos desagradáveis, perturbação mental e doenças físicas for o ciúme patológico, não perca tempo. Descoberta a causa, o que falta é tratar.

Você perguntaria: com tratamento psicológico ou medicação? Talvez os dois.

Acompanhamento com psicanalista ou psicólogo é fundamental. Quanto a isso não há o que se falar.

Quanto à medicação, é subjetivo. Vai depender do grau de seus sintomas.

O importante é que você tenha em mente que, ao tomar fármacos sem um acompanhamento, seja de um psicanalista ou de um psicólogo, essa medicação só vai entorpecer.

Quando você concluir o período de uso dos remédios, se não tiver passado por um tratamento emocional e não se sentir equilibrada mentalmente, os sintomas voltarão, inclusive o descontrole em relação ao ciúme.

Reagindo à Ansiedade

Ciúme e ansiedade andam de mãos dadas. Esse é o tema do artigo e essa é a pura realidade. Cuidando do seu ciúme, já é meio caminho andado para se livrar da ansiedade.

Claro que ansiedade tem outros fatores, inclusive uma predisposição genética. Mas, você tratando uma das causas que te angustia, já estará fazendo um bem enorme à sua saúde.

Fique atenta e ouça os sinais que o seu corpo envia. Veja o nível de desconforto que ele está causando e reaja!

A pior coisa que você pode fazer com sua saúde é deixar para lá. Aquela frase: “deixa passar um tempo que tudo se ajusta… o tempo cura tudo” é um clichê bem perigoso e que deve ser evitado a todo custo.

A melhor opção é procurar ajuda especializada em Transtorno da Ansiedade Generalizada, e, principalmente, em Ciúme Patológico.

Psicanalista não aconselha mas vou te dar um conselho aqui (é por uma justa causa): procure um profissional em saúde mental com experiência em tratamento de casal, ciúme, etc.

Ele vai te ajudar a entender seus sentimentos através da escuta, análise e interpretação, ou seja, utilizando-se da técnica apropriada.

E se, antes disso, você quiser entender e se aprofundar no que se refere ao ciúme, leia o livro Ciúme Patológico, Passando dos Limites e descubra as possíveis causas desse seu sentimento, as consequências que ele traz à sua vida e os tratamentos oferecidos.

Deixe um Comentário:

3 Comentários
Deixe Sua Resposta
21 Compart.